31.12.10

tchau velho!


Um pouco longe de casa, sentindo a última tarde de 2010 passar e passando reflexões à beira do abismo da entropia e do vale da conspiração metafísica!
O post de hoje é só uma homenagem e despedida do filho de cronos que chamamos de Ano 2010...
O olhar do Tupi para o por do sol e os versos da poetisa dos campos gerais representam um pouquinho desse sentimento, onde a data pode ser simbólica na natureza, mas é o rito de passagem de um ciclo que está acima de qualquer ambição humana. Ficam boas lembranças que serão melhores ainda se no ano que vem eu acertar mais! Tempo, quero ser o seu amigo!
Feliz Ano Novo!
Erickson Artmann

25.12.10

HQ O reencontro

Erê! juntei as três postagens numa só (o que coloca as páginas na ordem certa de leitura)!
http://1.bp.blogspot.com/_6EIQpWqivLU/TRYmQ_KJkyI/AAAAAAAAAQU/FZhv2E8xoDs/s1600/tupinanquim-reencontro3blog.jpg
Bom, essa é a história do que eu imaginei que seria o meu encontro com o papai noel. Não era o simpático velhinho do pólo norte, mas admito q me senti muito honrado, tão ou até mais do q se fosse o velho noel; afinal, vamos combinar q o personagem símbolo do natal não combina muito com o nosso calor tropical, né?!
quanto ao Saci, fiquei um pouco decepcionado por ele estar tão velhinho, afinal nas nossas lendas ele sempre é um moleque travesso; mas seja lá o que for q o fez envelhecer, aqui no nosso mundo dos quadrinhos, desenhos, estórias enfim, tudo é possível e tenho certeza de que ainda poderemos vê-lo rejuvenescido e aprontando das suas... talvez devidamente atualizado e, ao invés de viajar em redemoinhos de vento, ele poderia pegar carona nas correntes de ondas dos sinais digitais da internet e da tv... bom, mas já to metendo o trenó na frente das renas, digo... vc entendeu!
Eu e minha turma lhe desejamos um ótimo fim de ano, e continue acompanhando as nossas aventuras!

21.12.10

o eclipse


Erê, amigos. Agora que estou de férias na escola, volto a postar algumas tirinhas e hqs curtas aqui no Tupifanzim, que ficou meio abandonado nos últimos meses. Mas nesse tempo a vida prosseguiu aqui em Itaquessaba; eu, a Poty e toda a turma vivemos algumas aventuras divertidas, e em 2011 elas deverão chegar até vocês... seja pela internet ou numa revista impressa; e assim os nossos sonhos serão... digamos.. ficção de verdade! ao menos nos quadrinhos tupiniquins que ganham força a cada balão de pensamento!

um bom verão, boas férias ou feriados a todos e acompanhem as nossas novidades!

Tupinanquim!

21.9.10

o país das árvores

As árvores sempre estiveram presentes nas histórias e ilustrações do curumim urbano, e até protagonizam e dão título a algumas delas, como a HQ “o velho Jatobá”, de quatro páginas, desenhada em 1997 e que já marcava presença na primeira aparição pública do Tupi, a exposição de quadrinhos do SESI em Ponta Grossa em fevereiro de 1998.
http://4.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TJlwENFEX5I/AAAAAAAAATI/fRaLepSxt3w/s1600/dia-da-arvore-2010.jpg
Também é de 1998 a versão original desta ilustração acima, “o país das árvores”, que teve primeiramente uma colorização com tinta acrílica e adesivos e quadrinhos de parede confeccionados artesanalmente. Esta colorização, já no photoshop, é de 2004, e para esta postagem alterei apenas a diagramação do texto.

Com este post retornamos ao blog nesse dia de homenagear nossa prima, a árvore (como dizia o saudoso Carl Sagan); e a idéia é prosseguirmos com uma nova “temporada” de postagens temáticas, afinal material pra mostrar acerca desse assunto nós temos, e muito. Nossa principal dificuldade ainda é a falta de acesso rápido à internet aqui nas margens do rio Pitangui: nem 3G, nem GSM nem via rádio conseguimos navegar por enquanto, então, paciência, vamos de canoa mesmo. Saudações clorofílicas e nanquímicas, e um bom início de primavera pra vocês!
Erick!

17.8.10

Meu primeiro floco de neve Final

http://4.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TGtCrpBQuZI/AAAAAAAAAS4/fgPoEA3Idtw/s1600/neveblogfinal.jpg
Esse é o último quadrinho da primeira história do primeiro gibi do Tupinanquim, que foi lançado exatamente doze anos atrás, no dia 17 de agosto de 1998. Há algum tempo pensei em fazer um novo final para a HQ, com pelo menos mais uma página, pois sempre que releio fica um gostinho de “ta faltando alguma coisa”...
Quando comecei a repostar a HQ no blog, no início desse mês, achei que daria tempo de finalmente desenhar o novo final, enquanto enrolasse um pouquinho essa recapitulação histórica. Mas aí aconteceram as correrias do dia a dia, outros trabalhos e contratempos, e quando me dei conta já era o aniversário do gibi Tupinanquim número 0, e a única coisa que deu pra fazer, agora à noite, foi a inclusão dos tons de cinza nesse último quadro que faltava. Fora isso e um ou outro pequeno detalhe gráfico, a HQ está igual aquela que foi impressa, ou melhor xerocada, naquele outro inverno do final do século passado.
Talvez seja melhor assim, comemorando a data com uma reprise do original, e, é claro, ficamos devendo a continuação dessa história, pois há muitos elementos nessa relação do curumim urbano com Tupã e com as mudanças das estações, não apenas as naturais mas também as alterações climáticas cada vez mais acentuadas por causa do desequilíbrio causado pela nossa sociedade globalizada.
Logo logo vou falar um pouco mais sobre esse gibi modesto mas importantíssimo na saga do curumim urbano; também teremos notícias e aventuras fresquinhas! Acompanhe, e aproveite bem esse final de inverno romântico, pois a estação das flores e das cores vem aí!

11.8.10

Bart X Tupi - 2° tempo

http://3.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TGKrneAF3YI/AAAAAAAAASw/gbUohoxanIQ/s1600/bart-tupi2.jpg
Acho que como a maioria, não consegui assistir o amistoso Brasil X Estados Unidos ao vivo, mas dizem o Galvão e o Tiago Leifert que o trio Neymar, Ganso e Pato arrasaram com os soccer-yankes. Boa oportunidade pra postar esse desenho do ano passado, dessa vez na versão que eu havia imaginado originalmente... é que quando a seleção do dunga (não do Brasil?!) venceu a dos EUA na final da copa das confederações no ano passado, a vitória não foi fácil nem houve espetáculo como gostaríamos, e por essa razão eu acabei desenhando o Tupi com outra expressão, como vc pode conferir aqui.
Na postagem do ano passado no flog também explico porque optei pelo Bart Simpson de Matt Groening pra representar o futebol estadunidense.
No próximo post voltaremos com a sequencia da HQ "meu primeiro floco de neve" e, em breve, muitas novidades no universo do curumim urbanóide!

3.8.10

Meu primeiro floco de neve Pág1

http://1.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TFjNcar5ZAI/AAAAAAAAASo/aDuf8XFb8JU/s1600/nevecor2010p1.jpg
Neste mês de agosto vai fazer 12 anos que publiquei o primeiro gibi do Tupinanquim, na verdade um fanzine de capa colorida com 5 curtas Hqs e mais algumas tirinhas, textos e passatempos. A primeira HQ do "Tupinanquim quadrinhos & passatempos n° 0" era justamente essa, "Meu primeiro floco de neve", apresentando, de cara, a qualidade filosófica do personagem e o cenário urbano, gelado nessa época do ano, típico da região sul do nosso "país tropical"!
Há alguns anos fiz essa colorização do primeiro quadrinho para a publicação no flog, e hoje, com o retorno do frio em todo o Sul e Sudeste e a grata ocorrência de neve em Cambará do Sul no RS, reapresento esse quadrinho, pela primeira vez nesse blog, com a proposta de republicar a HQ completa nos próximos dias. Só não prometo que vou publicar uma página por dia, como fiz com a HQ "craques da década", pois estou com o tempo e o acesso à internet um tanto limitados nesse momento; mas a minha idéia é de publicar a história completa com as páginas em um novo formato, "quadrado" como esse quadrinho, e em tons de cinza como fiz com a HQ sobre futebol, mantendo a regularidade de pelo menos duas ou três postagens por semana! Dependendo da disponibilidade, poderei produzir e postar um novo final, mais longo e surpreendente, atualizando assim a história e embarcando na tendência de remakes e finais alternativos, bom também pra quem já leu a HQ original no gibi de 1998 ou na publicação online q tínhamos feito na extinta página Tupinanquim.com do geocities.
Torço pra q o friozinho permaneça ou retorne até o final da publicação, mantendo assim a HQ bem contextualizada e, quiçá, realizando aquela relação gostosa em q a arte inspirada na realidade também parece inspirá-la!

30.7.10

green lantern friday

http://3.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TFN3fBxtfBI/AAAAAAAAASg/RHVZRnoVH_8/s1600/Tupilanterna.jpg
Olá galera. ficamos um bom tempo sem atualizar o blog devido às correrias do dia a dia. Hoje iríamos quebrar o jejum de qualquer forma, postando imagens e notícias do universo do Tupinanquim; mas aí, através do twitter, fiquei sabendo que a Priscila do blog Pink Vader estava promovendo uma coletânea de fanarts do Lanterna Verde, o GLFriday! Como somos fãs do defensor esmeralda, especialmente de sua mais carismática identidade vivida pelo heróico Hal Jordan, o Tupinanquim logo topou participar da brincadeira! pena q no meio do trabalho estragou o mouse do meu desktop e tive q me virar... por isso a nossa participação acontece agora, no finzinho dessa sexta feira.
Se tudo der certo, amanhã estaremos postando novidades. Os malfeitores, como o aedes aegypti giganteus, vilão representado nessa cena, se cuidem! O curumim urbano está de volta!

16.7.10

HQ Atitude Patriota

http://4.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TEC7sitPFVI/AAAAAAAAASQ/IAiZMlOA1YI/s1600/patriamada2.jpgCom o final da copa e a chegada da mais forte frente fria (FFF!) do ano, essa HQ serve como ponto de transição entre esses dois temas no blog, mas principalmente, como reflexão temática para a realidade brasileira atual! é verdade que hoje o nível de miséria nesse país caiu bastante em relação ao que era em 1998, ano em que fizemos e publicamos a primeira versão dela, ainda em preto e branco no gibi Tupinanquim quadrinhos&passatempos n° 0. Mas os problemas sérios relacionados à desiguldade social ainda existem, e hoje são agravados pelas calamidades urbanas e rurais associadas ao excesso de chuvas e outros desequilíbrios ambientais!
Com essa página encerramos o nosso "gibi virtual" que teve como tema principal a paixão pelo futebol! As próximas postagens terão o frio como tema, incluindo mais uma HQ completa, de 3 ou 4 páginas!

Encontrei no meu pc apenas essa penúltima versão da HQ, ainda com apenas 3 quadrinhos mas as cores já digitais. Essa HQ teve uma versão publicada em preto e branco (2008), depois colorida em tinta acrílica, depois essa versão com cores digitais, onde eu atualizaei algumas vezes o texto e postei no fotolog do Tupi. Há alguns dias, já prevendo intuitivamante o frio, comecei a desenhar os dois quadrinhos adicionais, mas acabei demorando um pouco mais na postagem. Essa prática de atualizar e/ou reeditar HQs, pode ser uma coisa bem interessante às vezes; só fica um pouco confuso quando tentamos entender a cronologia dos personagens de quadrinhos com os mesmos parâmetros do calendário da vida real... No meu entender, um personagem só envelhece mesmo quando o que ele representa deixa de ser atual!

12.7.10

copa dos blogs - a seleção

http://2.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TDtSO4rdx5I/AAAAAAAAASI/9gUGG8F_-tI/s1600/selecaobrasileiradewebcomic.jpg
Você já conhece esse time? é a seleção dos personagens que participaram do evento conhecido como "copa dos blogs", realizado a partir do dia 11 de junho nas webcomics listadas abaixo. Naquele dia, cada autor postou uma tira, cartum, página de quadrinhos ou animação (foi o meu caso) onde o personagem em comum era a bola, que pulava ou rolava de cena em cena criando um efeito de interação muito bacana e, que eu saiba, inédito entre blogueiros/cartunistas.
nesse segundo tempo, ou melhor, momento pós-jogo, os protagonistas de toda aquela sequencia de jogadas engraçadíssimas reúnem-se pela primeira vez numa mesma cena, posando para essa foto histórica.
Com essa imagem nos despedimos da Copa 2010, mas certamente a seleção voltará a se reunir para outros jogos, e esperamos q possa crescer, recebendo novos personagens e autores; afinal, brasileiros não são bons apenas no futebol, mas em todas as artes, e nos quadrinhos e cartuns estamos seguindo um caminho cada vez mais vitorioso que foi aberto há décadas por campeões como Mauricio de Sousa, Ziraldo, Henfil e enfim... aí vamos nós!

Todos os personagens foram desenhados pelos seus respectivos autores e a montagem da imagem coube ao Cleber B, que integrava a comissão técnica junto com o Wesley Samps. Veja abaixo a escalação completa, visite os sites da moçada; e pra assistir ou rever o jogo hilário dessa turma, começando pela animação do Tupinanquim, clique aqui!

Seleção Brasilária de Webcomics
01 – Nicholas A. Sindeaux (http://madcomics.blogspot.com)
02 – Pedro Hutsch Balboni (http://www.joaosejoanas.com)
03 – Yuri Amaral (http://estudioyabai.wordpress.com)
04 – GeekCats (http://geekcats.com/br)
05 – Wesley Samp (http://www.oslevadosdabreca.com)
06 – Euricéfalo (http://tirasdoeuricefalo.blogspot.com)
07 – Guilherme Bandeira (http://fandangossuicida.blogspot.com)
08 – Takren (http://mundico.blogspot.com)
09 – Will Leite (http://www.willtirando.com.br)
10 – Carlos Jorge (http://berenito.blogspot.com)
11 – Fernanda Lima (http://www.osmonstrinhosdarua45.com)
12 – Verônica S. de Souza Saiki (http://verdugooinacreditavel.blogspot.com)
13 – Mauricio Rett (http://www.cartunista.com.br)
14 – Rogério de Souza (http://osdebiloids.blogspot.com)
15 – José Lucas Queiróz (http://eitanoisso.blogspot.com)
16 – Rodrigo Leão (http://noisnatira.com)
17 – Rafael B. Dourado (http://www.sapobrothers.net)
18 – Marcus Beckenkamp (http://mbeck.com.br/wp)
19 – Erick Artmann (http://tupinanquim.blogspot.com)
20 – Brandon Oak (http://brandonoak.blogspot.com)
21 – Nightsy (http://www.nightsy.com)
22 – Rodrigo Chaves (http://contratemposmodernos.blogspot.com)
23 – Cleber B. (http://hqrizando.blogspot.com)
24 – Tiburcio (http://meumonarcafavorito.blogspot.com)
25 – Wallisson Narciso (http://nanquimaoquadrado.com/blog)
26 – Rubens Bueno (http://www.ivoviuauva.com.br)
27 – Balão Vilela (http://balao-ilustracao.blogspot.com)
28 – Rafael Marçal (http://profeticos.net/)

11.7.10

HQ CRAQUES DA DÉCADA parte 2 preview

Caros leitores e torcedores!
Lembram do convite para o jogo no campinho da praça, domingo às 3 da tarde?! Pois é.... mas o jogo desse domingo foi outro: a final da Copa do Mundo da África do Sul, entre Espanha e Holanda, no Soccer City em Johanesburgo, que acabou agora a pouco com a sofrida vitória da Espanha, e por poucos minutos não foi aos pênaltis como Brasil X Itália em 1994!!Por aqui, resolvi postar esta página “do meio da segunda parte” da nossa HQ “Craques da década de 2020” como uma prévia, só pra vocês terem uma idéia de que o tempo vai esquentar, e talvez até fechar, no campinho da praça Ângelo Agostini, em Itaquessaba. Mas a HQ completa ainda vai demorar um pouquinho, talvez bastante, dependendo da disponibilidade de tempo pra desenhá-la e da próxima oportunidade de publicação, quiçá seja num gibi ou livro de quadrinhos do Tupinanquim, de papel que, vamos combinar, né, é mais gostoso de ler do que na tela do computador!
Por outro lado a publicação da primeira parte com as 13 páginas, mais capa e outros quadrinhos sobre futebol compondo esse gibi virtual (clique pra ver tudo) foi uma experiência importante, bem contextualizada nesse novo universo dos curumins do século XXI que o Tupinanquim representa, reunindo a tecnologia de acesso digital sem perder a tradição das brincadeiras infantis saudáveis e sempre apaixonantes como o futebol de pelada!

A copa do mundo está acabando hoje, mas as postagens com o tema futebol seguem: no próximo post eu e o Tupinanquim participamos de mais um jogo, ou pelo menos, de um evento com o time reunido dos cartunistas/blogueiros e personagens que estiveram na copa dos blogs há um mês atrás (clique pra entrar no jogo e relembrar); e a seguir teremos ainda mais uma HQ completa, de uma página colorida, encerrando a série com o marcador “gibi virtual” de forma surpreendente!
E viva la España!

7.7.10

happy birthday bill watterson

OS QUADRINHOS SÃO JANELAS OU PORTAIS INTERDIMENSIONAIS, ONDE O LEITOR DO MUNDO REAL PODE VER OS PERSONAGENS DE OUTROS UNIVERSOS! EVENTUALMENTE, UM PERSONAGEM DE UM DESSES UNIVERSOS, QUE TENHA O DOM DE 'ENXERGAR' MELHOR, PODERÁ VER PERSONAGENS DE OUTROS UNIVERSOS PARALELOS AO SEU!http://4.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TDPckIcO9QI/AAAAAAAAARs/L0xDE3U4cO0/s1600/tupi-calvin-e-mafalda.jpg Calvin, um menino maluquinho criado pelo americano Bill Watterson em 1985, é um dos personagens que certamente teria esse poder de enxergar e até interagir com outros universos. Dono de uma imaginação privilegiada, é através da fantasia levada a sério(!) que ele reflete sobre as contradições, ironias, tira conclusões geralmente hilárias, mas também sérias e contundentes sobre o mundo dos adultos, que já é, na percepção do autor, um outro universo bem distinto daquele em que vivem as crianças (e alguns adultos) capazes de explorar a imaginação de tal forma! A comparação de Calvin com a Mafalda de Quino é inevitável, já que ambos questionam e ironizam constantemente o mundo dos adultos, diferente por exemplo do clássico 'Peanuts' (Charlie Brown), do americano Schulz, onde os adultos nem mesmo aparecem nas tirinhas! Mas há diferenças importantes, determinadas pelos contextos real e ficcional dos autores e personagens. A Mafalda dava voz às críticas sutis, disfarçadas quando necessário, sobre uma realidade política complicada por golpes militares, repressão, colonialismo cultural vividos pela Argentina e outros países da América Latina nos anos 60 e 70. Ali não há tanta fantasia, e além da personagem central há diversos outras crianças, todas com personalidades diversas e bem definidas. Calvin, por outro lado, vive nos EUA dos anos 80 e 90, o império da indústria do entretenimento, e embora mantenha a linha filosófica de sua antecessora sul-americana, mostra-se mergulhado no mundo fantástico, conversando o tempo todo com seu melhor amigo, companheiro de aventuras, o tigre Harold (Hobbes) que, numa primeira leitura, dificilmente o leitor entenderia como um amigo imaginário, um bichinho de pelúcia transformado pelo poder da imaginação infantil. Mas essas características, ao contrário do que possa parecer, não fazem de Calvin um garoto alienado: a boa reflexão sobre a realidade, afinal, vem associada à fantasia desde as fábulas e mitos presentes em todas as culturas mais antigas!
Embora tenha devorado as tirinhas da Mafalda quando era criança, confesso que sou um leitor bastante recente do universo de Calvin, que vim a conhecer melhor apenas algum depois da famosa carta que Watterson escreveu em 1995, ao deixar de desenhar as tirinhas diárias, depois inclusive de já ter criado o Tupinanquim e desenvolvido as primeiras tirinhas e HQs do personagem; o que também não significa que o meu trabalho com o curumim urbano não venha a ter alguma influência do autor de Calvin and Hobbes, afinal os universos ficcionais estão sempre sendo acrescidos de novos elementos, conforme evolui a nossa percepção da realidade e da ficção...
Enfim, este post é minha homenagem a Bill Watterson, que completou 52 anos na última segunda feira, 05/07, e seus personagens mágicos! Aproveitei esse nosso momento de certa alienação, assumida até, em que tanto falamos de futebol e copa do mundo, pra mostrar o Tupinanquim meio perdido nesse contexto após a derrota da seleção brasileira, e Mafalda representando uma cidadã argentina triste mas solidarizada com a frustração de todo o continente nesse cenário futebolístico, e a personalidade contestadora caracterizada pela paráfrase ao conterrâneo Chê! Não é a Mafalda de Quino, claro, mas uma paródia daquela; a ironia do cartum, porém, acredito que traga um pouquinho do que aprendi lendo esses dois mestres.

1.7.10

HQ CRAQUES DA DÉCADA pág 13 - final

http://4.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TCy_VInZSpI/AAAAAAAAARc/rahxWmjHgdA/s1600/craques13blog.jpg
Chegamos ao fim da primeira parte dessa aventura, que tratava do desafio inicial e da busca pelo time improvisado perfeito! A segunda parte, o jogo, afinal! ainda não está pronta e será publicada numa outra oportunidade, talvez impressa, talvez online; pra manter o clima, vamos mostrar previamente alguns quadrinhos nos próximos dias.
Foi muito legal publicar essa aventura "quase" diariamente. é a primeira vez que publicamos uma História em Quadrinhos do Tupinanquim tão longa na internet, acho q antes dessa as mais longas tinham apenas 4 páginas nesse formato. Pouca gente comentou, mas agora que a história tá (temporariamente) completa, vamos lá, cara, não se acanhe, onde está o seu espírito crítico?
A série temática ou o "gibi virtual" ainda não acabou! Acompanhe, teremos mais quadrinhos velhos conhecidos e novos inéditos sobre futebol, e breve, a segunda versão da animação. vem aí, também, novidades da copa dos blogs, tomara q acompanhando a seleção brasileira até a final da África do Sul 2010.

para visualizar todas as páginas dessa série, clique aqui!

26.6.10

23.6.10

HQ CRAQUES DA DÉCADA... pág. 8

http://1.bp.blogspot.com/_6EIQpWqivLU/TCIjTqJ-8II/AAAAAAAAAOg/O0-KaH33qIo/s1600/craques8blog.jpg
Como podem ver, a Poty já dava suas cabeçadas nessa hq q foi desenhada bem antes da animação q publicamos no início da copa. será q ela joga mesmo? bom, acompanhem a hq... hehehe. continua amanhã...

21.6.10

HQ CRAQUES DA DÉCADA pág 7

http://4.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TCAhIZfkvsI/AAAAAAAAAQ8/9l6giOIk3W8/s1600/craques7blog.jpg
Nessa página tem uma homenagem a um evento famoso que acontecia aqui na minha cidade...
Pra ler todas as páginas e ver a capa desta hq, clique aqui!

20.6.10

HQ CRAQUES DA DÉCADA pag 6

http://4.bp.blogspot.com/_6EIQpWqivLU/TCQJQalQF5I/AAAAAAAAAOw/4f1XoMJ_bcg/s1600/craques6blog1.jpg
Curiosamente, o medo do Zumbi nesse ponto da nossa HQ bateu com a realidade do jogo que assistimos hoje, entre Brasil X Costa do Marfim, onde os jogadores da seleção africana deixaram as travas de suas chuteiras no caminho dos nossos craques! Já a referência à "assombrosa" jabulani, claro, é uma atualização, pois os originais dessa HQ, até esse ponto, foram produzidos em 1998... amanhã tem mais, acompanhe!
pra visualizar todas as páginas dessa hq, clique aqui!

19.6.10

HQ CRAQUES DA DÉCADA... pág. 5

http://2.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TBzTi0dE8QI/AAAAAAAAAQk/Rnc600b3LAw/s1600/craques5blog.jpg
Mudando um pouco de assunto: ontem, quando entrei na internet vi a notícia da morte do escritor José Saramago, mesmo em meio à minha correria, não consegui deixar de escrever um texto em homenagem ao genial escritor português, que publiquei no até então abandonado blog erê catu (clique pra ler).
Pra visualizar todas (e apenas) as páginas dessa HQ (e a capa), clique aqui!

17.6.10

HQ CRAQUES DA DÉCADA... pág. 4

A partir desta página, a hq segue nesse padrão em preto e branco; como escrevi antes, esse era o plano para a publicação impressa, já q a última versão do projeto do gibi do Tupinanquim previa 12 páginas coloridas incluindo capa, mais as quatro páginas iniciais e finais. É claro q eu poderia colorir as páginas no padrão das primeiras antes de postar aqui, mas isso demandaria um tempo que hoje tá um pouco escasso, e achei q o resultado apenas com alguns tons de cinza também ficou legal. Assim, fica a alternativa de uma futura republicação numa nova versão inteiramente colorida. Seguem as páginas diárias nesse formato, e espero suas opiniões/críticas acerca da aventura e também sobre esses detalhes...
http://4.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TBp7MJ-7JAI/AAAAAAAAAQU/afkKCrFwfMc/s1600/craques4blog1.jpg
Para ver todas e apenas as postagens desta HQ, desde a capa, clique aqui!

16.6.10

HQ craques da década... pags. 1 a 3

Bom, como as páginas 1 e 2 já tinham sido postadas, estou reprisando elas aqui, juntamente com a página 3, inédita! Coloquei-as em ordem inversa, de baixo para cima, para manter o padrão em que o blog organiza as postagens. A partir de amanhã, todos os dias postaremos uma nova página; e para visualizar todas (e apenas) as postagens desta série desde a capa, basta clicar na tag gibi virtual . Acompanhe!
http://3.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TBkV6dJm0aI/AAAAAAAAAQE/qF5jbsDq59c/s1600/craques3blog.jpg
página 2▼
http://3.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/S-rubh-YlyI/AAAAAAAAAPQ/GOU_GmLAxPk/s1600/craques2blog.jpg
página 1▼
http://1.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/S-rrjZjP_WI/AAAAAAAAAPI/RtRQJssUheE/s1600/craques1blog.jpg
Se quiser saber mais sobre a história dessa história em quadrinhos, clique aqui.

15.6.10

capa do gibi virtual-craques

http://2.bp.blogspot.com/_6EIQpWqivLU/TBeo671FHvI/AAAAAAAAAOI/DFNq8n76xNc/s1600/capa-gibi-virtual.jpg

Olá, pessoal.
Começamos hoje, dia da estréia do Brasil na Copa da África do Sul, a publicar uma espécie de gibi virtual temático, mais ou menos como seria um gibi impresso numa edição especial sobre o futebol, caso tivéssemos tido condições de imprimi-lo e distribuí-lo em tempo hábil. O tempo, na verdade, não foi exatamente o problema, já que fiz o desenho dessa capa e comecei a desenhar a HQ principal, que inicialmente se chamava “craques do século XXI”, em 1998! O gibi nunca foi publicado por razões diversas: falta de estrutura, (grana, equipe, logística) de apoio, de organização/experiência e, até mesmo, porque possivelmente tive medo que a arte (onde incluo a narrativa) nunca estivesse suficientemente completa, madura... nesse aspecto, o atraso de 12 anos é uma vantagem: compare por exemplo a colorização desta versão com a da primeira versão, feita em tinta acrílica▼▼
Os quadrinhos também receberam cores no photoshop, mas apenas as três primeiras páginas da história principal serão coloridas, pois esse era o plano para uma edição impressa independente (pelo selo À Margem) a fim de economizar nos altos custos de impressão em off-set. Este ano comecei também um novo letreramento dos balões, que eram originalmente manuscritos; mais detalhes de bastidores sobre essa HQ você pode ler nessa postagem, onde já estão as duas primeiras páginas da HQ principal.

Nossa proposta, hoje, é publicar uma página por dia até concluir a primeira parte desta hq, que fecha uma aventura muito especial e rica em relação às características dos personagens principais da turma do Tupinanquim. Amanhã republicaremos as duas primeiras páginas e a terceira; mas depois dessa HQ haverá ainda mais algumas páginas e cartuns adicionais, dentro do tema futebol e Copa do Mundo.

Espero que gostem de acompanhar essa turminha, e comentem suas impressões!
até amanhã!

14.6.10

uma folhagem com amor!


http://4.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/TBaWichqVZI/AAAAAAAAAP8/DUhIEVps1bg/s1600/caladiumhqweb1.png
Estes são os quadrinhos que aparecem em forma de cartão para imprimir no post anterior, pra quem nem imprimiu nem conseguiu ler, na tela, o segundo quadro que estava de cabeça pra baixo... ou seja, quase todo mundo que viu a postagem de sábado... rs. Demorei um pouco pra publicar essa versão mais legível, né... mas afinal, se por acaso alguém imprimiu o cartão e o deu de presente, a surpresa poderia ser menor se o final da história já estivesse publicado dessa forma... viu, como eu tinha um motivo?! hehehe!
Essas imagens, na verdade, fizeram parte do início da história do Tupinanquim, da minha história e relação com o personagem e, possivelmente, da relação do Tupi com alguns dos primeiros fãs. A arte do primeiro quadrinho, com a frase "cultive o seu amor pela natureza!", foi um dos primeiros desenhos divulgados do curumim urbano, e em junho de 1998 fiz o primeiro cartão do Tupi, com esses dois quadrinhos, mais ou menos como no modelo que apresentei, mas ainda colorido com lápis de cor e giz de cera e impresso em xerox colorido. Saí pela noite de Ponta Grossa na véspera do dia dos namorados vendendo o cartão, e foi assim que começou a produção dos cartões e adesivos do Tupinanquim que vendi durante muitos anos. O cartão teve outra versão maior – e com essas cores do photoshop – depois que comprei computador e impressora e, pelo que sei, aqueceu alguns coraçõezinhos que foram presenteados com ele. Mas a produção dos cartões até hoje nunca foi feita em escala industrial, sempre em casa, de forma, digamos, semi-artesanal!

12.6.10

dia dos namorados

Um cartão pra você imprimir, montar e conquistar um sorriso!

Olá, pessoal. A imagem ao lado é o nosso cartum do dia de hoje, e um pouco mais do q isso! Ah, não, não houve nenhum erro na diagramação das ilustrações! As imagens estão com essa disposição porque este é o nosso presente para todos os casais de namorados fãs (ou futuros fãs - rs) do Tupinanquim: é um cartão completo, que vc pode imprimir, dobrar e dar para o seu amor hoje ou quando quiser!

Pra fazer o seu cartão, siga essas instruções: clique e amplie a imagem em outra aba do navegador! a imagem vai aparecer muito grande, porque isso é necessário para compensar a baixa resolução da web. peça pra imprimir ou se preferir salve no seu pc e então imprima, com a melhor qualidade da impressora, numa folha normal A4 e sem redimensionamento, ou seja, de maneira q a imagem apareça completa utilizando a largura máxima do papel (no comprimento vai sobrar um pouco em branco).

Depois de imprimir dobre com cuidado, nas pequenas marcas azuis assinaladas. A folha dobrada vai ficar mais ou menos assim:

Agora é só recortar o lado direito e a parte de baixo em branco. indicamos no desenho uma tesoura, mas para um corte bem reto, estilete e régua funcionam melhor. Se quiser, vc pode colocar um pinguinho de cola no canto inferior direito, entre as dobras q não precisarão ser abertas; mas então cole com o cartão todo fechado, pra não enrugar.

Outra sugestão: vc pode usar a parte de dentro do cartão, o verso da folha em branco, pra escrever uma cartinha ou mensagem, já q no interior do cartão ficou pouco espaço pra isso.

Além disso, é bom observar q o cartão é uma maneira de fazer uma original declaração de amor, não necessariamante para a(o) namorada(o); também pode ser dado em qualquer data para a mãe, pai, filhos, etc!

E o Tupi também dá uma sugestão de presente: : ao invés de dar um "buquê" de flores, quando quiser agradar o seu amor, vc pode fazer como o curumim urbano e dar um vaso com uma folhagem ou flores vivas, plantadas num vaso... se bem q flores roubadas do jardim da vizinha também são românticas... rs!
Um ótimo fim de semana e acompanhem o nosso blog, que estaremos postando cartuns, quadrinhos e notícias diariamente a partir de agora!

11.6.10

copa dos blogs






Olá, pessoal.

Como a minha animação ta pesadinha e demora um pouquinho pra carregar, e enquanto a Poty e o Tupi cochilam ali se preparando pra entrar em cena, dá tempo de você ler essas curiosidades:

Este post faz parte de um jogo chamado “copa dos blogs” idealizado pelos cartunistas Cléber B. e Wesley Samps. Pra ver de onde veio a bola do nosso desenho animado, ◄◄ volte no jogo através desse link. Pra saber onde ela vai parar, avance no jogo!►►


Sobre o desenho animado:

Bom, eu adoro os bonequinhos buddypoke, do orkut, especialmente porque eles permitiram criar uma versão bem caracterizada do Tupinanquim em 3D, e desde 2008 venho brincando com as imagens e pequenas animações do aplicativo orkuteano. Esse cartum animado, porém, é bem mais complexo, e utilizei os frames (quadros de movimento) de diversas breves animações do aplicativo, editando praticamente quadro a quadro toda a animação, no flash MX (2D). Não foi nada fácil e levei semanas pra concluir essa etapa do desenho; num próximo post mostrarei mais algumas curiosidades de bastidores. Eu disse “essa etapa”, porque vou desenvolver o desenho numa versão mais completa, que será publicada em outro formato de arquivo, no youtube! Como essa versão é bastante curta, achei desnecessário incluir uma “ficha técnica” dentro do desenho, mas não poderia deixar de mencionar os autores da música: ela é uma introdução a uma versão roqueira do nosso hino nacional, e foi gravada no início dos anos 90 por uma banda de garagem chamada Amazon, formada por Marko, Cláudio Aricó (guitarras) e Ronaldo Cardonetti (bateria – informações fornecidas pelo filho do Cláudio, Diogo).


Quero aproveitar e agradecer (e parabenizar) ao wesley, cléber, eurico e a toda a galera que ta participando dessa brincadeira, e por terem incluído o Tupinanquim nessa. O curumim tá super-feliz e, como a todo brasileiro, é impossível não ter alguma expectativa em relação a esse torneio planetário de futebol que começa hoje na África do Sul. Boa sorte e boa arte pra todos nós!!!


4.6.10

chegando a hora













erê, pessoal. chegando a hora do início da copa 2010, e enquanto a Poty entra em frenesi, eu fico nervoso e rezo... rs; não tô postando muito aqui no blog ultimamente, eu sei, mas é q em época de copa do mundo nossas atenções ficam voltadas para o esporte e ando treinando bastante, como vcs puderam ver nas páginas de quadrinhos q o Erick postou há algumas semanas... hehehe, confesso q ali eu não estava muito bem, mas já estou melhorando e vocês vão perceber isso nas próximas atualizações do blog, qdo mostraremos até um filminho... queria contar mais, mas será uma graaaaaaaaande surpresa!
sobre a hq, como não foi possível mais uma vez lançar o gibi impresso antes do início da copa, estou pensando em postar a história inteirinha aqui no blog, tipo uma página a cada dois dias, aproveitando o tema futebol. o q vcs acham?
prometo q de agorta em diante não vamos mais demorar tanto com as novidades, q não faltam por aqui em Itaquessaba. Bola pra frente, Brasil!

Poty em versão buddypoke

Adicione a Poty no orkut!

Aí está a Potiquitã, mais uma vez, mas agora em sua versão buddypoke! ela anda reclamando q só eu tenho blog, orkut, twitter, e por isso resolvemos fazer um perfil no orkut pra ela. Dessa vez sou eu q to postando, pq a Poty ainda tá aprendendo a usar a net... Breve ela também estará postando suas idéias (importantíssimas! hahaha) aqui no blog, e ela também terá participações nas MINHAS histórias nas próximas semanas, especialmente nesse período de copa de mundo, já q ela adora futebol!

18.5.10

a cunhantã e seu xerimbabo

http://3.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/S_NONO6V_NI/AAAAAAAAAPg/c8skoWPto_4/s1600/pucaxecor2.jpg

Essa é a Potiquitã, irmãzinha do Tupinanquim. Como sabem, o Tupi é um "curumim urbano", menino índio que mora na cidade e preserva a cultura de seu povo; o mesmo, é claro, acontece com a Poty, só que menina índia é cunhantã (ou 'cunhatã', porque a língua Tupi ainda não tem uma ortografia unificada, nem mesmo uma gramática única/oficial, já que são muitas sublínguas provenientes do mesmo tronco). Optei por "cunhantã" porque vem da junção de duas palavras: cunhã (mulher) e ou têm (pequeno, jovem), logo, o ‘ã’ anasalado escreve-se em português “an” no meio da palavra precedendo a letra ‘t’: cunhantã! Então a Poty é a cunhantã urbana e logo apresentaremos as outras características e qualidades da personagem; mas já vou adiantar duas delas: além de adorar os animais, ela ama o futebol!!!

Mas hoje, já que comecei a falar na ortografia, vou explanar mais algumas coisas acerca dos nomes que derivam das línguas tupi (nheengatu e/ou tupi-guarani): o nome Potiquitã significa “botão de flor”, registrado como potykytã pelo dicionário do Luiz Caldas Tibiriçá[1]. Em 1998 adotei o nome com a ortografia das letras então oficiais, i ao invés de y e qui ao invés de ky, porque na época y e k estavam fora do nosso alfabeto; mas também porque já tinha criado o personagem principal com o nome em português Tupinanquim (fazendo o trocadilho do nome da antiga nação tupiniquim/tupinãky com a tinta que usávamos pra desenhar até o final do século passado... rs). No entanto, para a abreviatura do nome Poti/ significando 'flor', que já é uma abreviatura de potyra, todos os dicionários consultados só registravam poty com y, o que também significa 'camarão'; mas a merda foi ver que Tibiriçá registra poti com i como 'fezes' (?!), e embora outros dicionários não confirmem essa tradução, o detalhe gerou um paradoxo, e assim, desde as primeiras HQs da Poty optei por Potiquitã, quando por extenso, e Poty, como abreviatura ou apelido.

No ano passado tivemos a reforma ortográfica, que readmitiu as letras K, W e Y especialmente para o uso em nomes e em termos de origem estrangeira ou indígena; logo poderíamos adotar um nome como Potykytã sem precisar utilizar o itálico e sem parecer tão estranho para um personagem brasileiro; mas de qualquer forma ficaria diferente do Tupinanquim e, como já são alguns anos de divulgação (ainda que modesta) com essa ortografia, por enquanto manteremos Potiquitã e Poty. É claro que, até o lançamento de uma revista de grande tiragem poderei reavaliar a questão, que fica aberta a opiniões!

E finalmente, vamos ao bichinho de estimação da Poty, o cachorro Pucaxé: sobre o nome, baseei-me no dicionário do Gonçalves Dias [2], que registra pucá xoer = risonho! Logo, pucá xoér > Pucaxé! E ponto final. ... Ou será que podia ser Pucaxó?!!! Rs.

E o porquê de uma menina índia ter como xerimbabo (bichinho de estimação) um cão e não um animalzinho nativo, como um jabuti, papagaio, jaguatirica ou mico como a Tainá?! Porque, como já dissemos, ela é uma cunhantã urbana, e tem acesso às mesmas coisas que todas as crianças da cidade têm. Da mesma forma, o animal de estimação do Tupinanquim é um gatinho, o Nanquim, e ambos, Pucaxé e Nanquim, terão papéis importantes nas aventuras dos nossos jovens heróis tupiniquins!

Até a próxima!


[1] Tibiriçá, Luiz Caldas. Dicionário tupi-português – com esboço de gramática de tupi antigo. 2ª ed. – São Paulo: Traço editora, 1984.

[2] Dias, gonçalves. Dicionário da língua tupi – chamada língua geral dos indígenas do Brasil. Rio de janeiro: Livraria São José,1970 (fac-símile da edição alemã Leipzig, F. A. Brochaus, 1858...)

12.5.10

30 dias pra Copa da África

http://1.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/S-rrjZjP_WI/AAAAAAAAAPI/RtRQJssUheE/s1600/craques1blog.jpg
http://3.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/S-rubh-YlyI/AAAAAAAAAPQ/GOU_GmLAxPk/s1600/craques2blog.jpg
Esta é uma história sobre futebol, e também sobre o amor que as crianças brasileiras sentem por este esporte. A referência à copa do mundo é uma oportunidade temática: imaginei-a e comecei a desenhá-la em 1998, o ano 1 do Tupinanquim com o seu formato definitivo (ou quase), e também o ano da Copa do Mundo na França. A esperança era de publicar a história ainda naquele ano, mas se a copa passasse antes de terminá-la, e especialmente sem uma nova conquista do Brasil, perderia um pouco desse contexto oportunista apresentado nos primeiros quadrinhos. Foi o que aconteceu, e o gibi número 0 do Tupinanquim, lançado naquele ano, trouxe outra capa e uma curta hq de abertura, sobre o frio e a expectativa do curumim urbano de ver neve em Itaquessaba. Depois disso, devido às dificuldades estruturais, não lançamos outras edições do gibi do Tupi, exceto as edições educativas como aquela dos arroios.
Há quatro anos, antes da copa da Alemanha, tirei da gaveta a HQ “craques...” e terminei de desenhar as últimas das 13 páginas desta parte 1; mas novamente não pudemos publicá-la por falta de tempo. De lá pra cá me dediquei às HQs curtas que foram publicadas no flog e aqui neste blog, e outras mais longas especialmente com o meio-ambiente como tema, ainda inéditas; como me dedico sozinho ao Tupinanquim, nas horas vagas, ainda estou “gestando” o gibi definitivo. Mas não tem jeito: é véspera de uma nova copa, bastante especial por ser nesse continente irmão, a África; todo mundo fala em futebol, e a paixão fala mais alto, principalmente nas crianças (ou nas crianças grandes como nós que gostamos de quadrinhos, de desenhos animados e todo tipo de histórias de aventuras).
Por isso estas páginas estão aqui, com o texto atualizado depois da convocação do Dunga, e novamente a idéia de levar a aventura completa às mãos de apaixonados por quadrinhos e futebol de todas as idades... De novo o projeto é retomado em cima da hora, mas enfim, como eu tuitei outro dia numa observação à correria do Sidney Gusman em relação ao MSP +50, a pressão inspira a ação! Quiçá dessa vez o gibi decole e o time do dunga, a despeito de nossas críticas, também possa realizar um grande espetáculo de futebol-arte como todos nós esperamos da seleção mais assediada do universo!

Voltaremos a falar do projeto, mostrar cenas da HQ e também pequenas animações do Tupinanquim com o tema futebol. Se quiser saber mais sobre o gibi do Tupinanquim e como apoiá-lo na prática, escreva para tupinanquim@gmail.com . É claro que todo incentivo, inclusive moral, sempre é bem vindo, e opiniões sobre a arte também, por isso comentem e ajudem a divulgar o Tupi na net.
E nós também desejamos muuuuuita sorte e sucesso aos convocados da seleção canarinho!

4.5.10

O curumim e o jabuti

O jabuti (ou jaboti), nas américas, e a tartaruga no velho mundo são personagens muito peculiares das fábulas indígenas. O grego Esopo imortalizou a história d"A lebre e a tartaruga" como literatura escrita, mas a esperteza dos quelônios terrestres, esses animais lerdos e aparentemente pacatos, está presente na mitologia oral de inúmeros povos, há milênios. Tem grande importância na cultura Caribenha, mas foi no Brasil, entre algumas nações do tronco Tupi, que o General Couto de Magalhães recolheu no século XIX algumas das fábulas mais curiosas protagonizadas pelo simpático jabuti. Não é a toa que o mais tradicional prêmio brasileiro para a literatura infanto-juvenil tem o nome de Prêmio Jabuti. Como personagem da tradição indígena brasileira, o jabuti também é tema de um livro de Giancarlo Stefani: Yauti na canoa do tempo.

Por enquanto não temos hqs do Tupinanquim com o jabuti, até porque o Tupi vive na cidade, onde criar um animal silvestre seria bem complicado (o mascote do Tupi é o gatinho Nanquim e da Poty, o cachorro Pucaxé - logo vamos apresentá-los devidamente aqui no blog). Mas fiquei feliz ao encontrar no aplicativo Buddypoke do orkut essa tartaruguinha; gravei os gifs das três cenas parecidas e emendei-as; infelizmente o formato gif animado é isso: baixa resolução e mesmo assim arquivo pesado. Mas valeu porque aproveitei pra comentar sobre esse cara tão simpático da tradição tupi-guarani. Como personagem de histórias em quadrinhos da turma, o Jabuti deverá aparecer em algumas das visitas do Tupi às aldeias, como essa de seu priminho Krwmym, que comentamos num post recente.

Acompanhem o blog, pois nesta semana teremos mais atualizações, e no domingo dia 9/5 (dia das mães), uma hq completa com o Tupinanquim, a Potiquitã e a Jacyendi!

PS: precisei repostar a imagem a partir de outro endereço, pq o carregamento através do blogspot não permite gifs animados. agora sim, podemos vê-los se movendo! erick 4.5.10 14h15

26.4.10

a hora do planeta

http://4.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/S9YP2qhJPKI/AAAAAAAAAOI/uh6YWgfbrjU/s1600/planetabolablog.gif

Quando eu era criança e até bem pouco tempo atrás, o dia 22 de abril era lembrado como o dia do "Descobrimento do Brasil", assim, com letras maiúsculas, cheio de orgulho cívico (que é uma coisa mais déspota e militar do que civil ou popular), e meio que confundia-se com o feriado de Tiradentes, do dia anterior. Aos poucos, as coisas estão mudando: hoje temos uma liberdade de expressão maior e com ela ganham força as comemorações, que acontecem mais em forma de questionamento do que de orgulho, do Dia do Índio (19 de abril) e do Dia Internacional da Terra, que começou em 22 de abril de 1970 nos Estados Unidos, como uma importante manifestação em favor da preservação do meio ambiente, e ganhou força internacional a partir da Conferência de Estocolmo em 1972. Não quero dizer que devamos esquecer a data histórica da chegada de Cabral; pelo contrário, tal evento foi importantíssimo para a construção do “gigante do continente sul-americano”; mas acredito que cada vez mais será o “aniversário” de um acontecimento a ser visto com espírito crítico, questionando e revisando sempre a história (o que é o papel da própria História, como ciência) e ainda assim celebrando o início de um novo país.

A coincidência do dia do Descobrimento com o dia da Terra pode se tornar bastante interessante, uma vez que a própria realidade da globalização cultural começou, de fato, nos grandes descobrimentos (lembrando que em 1500 apenas o continente da Oceania permanecia ainda desconhecido da grande e conquistadora civilização européia). Continentes e povos conquistados, novos países formados e supostamente emancipados, e o processo de destruição da natureza vem acelerando-se em progressão
insanométrica! A hora é de refletir sobre o que estamos fazendo com o nosso mundo. Começamos destruindo nossos pequenos mundos, jogando lixo no barranco do outro lado da rua, queimando o mato... e de repente todos nós estamos destruindo o único mundo que de fato temos, globalizado pela humanidade e maltratado por todos nós, humanos. A hora é de refletir e de tomar atitude. Respeitar o meio ambiente, a vida, o planeta... é coisa séria!

19.4.10

Tempo de tupiniquizar o Brasil!

Pessoal, esse é o meu priminho Krwmym, que mora na Amazônia, numa das poucas aldeias que restaram nesse continente, onde ainda é possível viver de um modo semelhante à forma como os habitantes nativos viviam antes da sua conquista pelos europeus. Estas são cenas de uma das minhas histórias em quadrinhos ainda inéditas, intitulada "Choque de culturas", q será publicada no segundo semestre deste ano, impressa, de acordo com o atual cronograma do projeto do meu gibi!
Hoje, 19 de abril, é um dia simbólico pra lembrarmos que há alguns séculos o mundo deste lado do Atlântico era diferente, havia nele uma cultura autóctone (mim falar melhor que índio americano em filme do velho oeste!...rsrs); infelizmente, essa cultura não foi respeitada quando chegaram a estas terras os habitantes de um velho mundo, que se dizia mais desenvolvido mas que cultivava a cultura da guerra e da depredação. E não foi apenas a nossa cultura que foi massacrada, todos sabemos disso. Milhões de índios perderam suas vidas pela força, pela doença ou pela miséria causada pelos colonizadores. Pior: isso acontece ainda hoje, quando madeireiros ilegais e grileiros expandem suas áreas de exploração extrativista e agro-pecuária sobre os poucos territórios onde sobrevivem os descendentes das etnias silvículas. Cultural, social e economicamente, ainda somos massacrados por uma sociedade demasiadamente consumista, que explora e aliena não apenas índios, mas talvez toda a população desse país!

É tempo de perdoar erros antigos, mas também de revisar toda a História e recontá-la com a ajuda dos que foram conquistados e escravizados, ou seja, os remanescentes índios e os descendentes de origem africana, dos colonos europeus e asiáticos que foram explorados, dos filhos de portugueses e espanhóis pobres que também sofreram porque não participavam da nobreza nem da realeza. Afinal, hoje, todos formamos o país que luta por sua emancipação moral diante do mundo. Estamos produzindo uma nova cultura, e talvez uma nova etnia, e a participação do índio e do descendente indígena, bem como daquilo que ainda sobrevive ou pode ser resgatado de nossas tradições nativas, é imprescindível nesse processo. Um dia, teremos uma cultura autóctone de novo, e uma raça brasileira, da qual nos orgulharemos muito. Mas o que me enche de esperança é saber que essa nossa cultura e raça brasileira poderá se relacionar pacificamente com todas as outras raças e culturas... a menos que sejamos ameaçados de novo! Nesse caso, que as lições do passado sirvam para nos ensinar a lutar e defender nossas vidas e honra, nossas crenças, tradições, nossas matas, nossa natureza e nossa ciência!

Enquanto caminhamos para a construção desse país soberano, lembremos sempre dos seres humanos que chegaram primeiro, que respeitaram o meio ambiente e com ele conviveram harmoniosamente. E lembremos que graças a Deus (ou a Nhanderú, se preferir!) ainda há muitos deles entre nós, nas matas como o meu priminho Krwmym, nas reservas, algumas bem amparadas e outras muito necessitadas, e nas cidades, como eu, filho de índios que vieram para a sociedade estudar, trabalhar e lutar pela nação que se desenvolve, sem deixar de ser índios. Aqui nos quadrinhos isso é possível, mas não quero ser apenas uma utopia. O Tupinanquim ambiciona uma identidade para o Brasil, e representa os abás, as cunhãs, os curumins e cunhantãs que sobrevivem com os espíritos tupi, guarani, gê, cren, pareci, goytacaz, aruaque, guaycurú, tapuia, pano-kaxinauá, etc; e também os filhos da europa, da áfrica e da ásia que quiserem adotar a condição de ter um coração tupiniquim!
Tupinanquim

PAIQUERÊ

http://3.bp.blogspot.com/_6EIQpWqivLU/S8x2WR5PyqI/AAAAAAAAANQ/pk0P8hNm8JE/s1600/cachoeira-tupinanquim.jpg"Todos os índios do sertão de Guarapuava informavam do mesmo modo: os campos do Paiquerê eram os mais belos, amplos e férteis do ocidente, riscados por límpidos ribeiros que corriam sobre brancos seixos para os grandes vales do Ivaí, do Piquirí e do Iguaçu.
À luz do sol e da lua, sob o fulgor das estrelas ou sob a cúpula do firmamento de azul pleno e tranqüilo, a grama eternamente verde do Paiquerê infinito era o pasto, o leito e o ninho de uma fauna de incontáveis espécies, magnífica e deslumbrantre de beleza.
(...)
E os capões bailavam, rodando à passagem dos caminhantes, no movimento da vida farta, num contágio de eletrizante alegria.
A natureza ali exsurgia em tudo numa glória eterna e incomparável, na paz festiva da abundancia e da fraternidade.
Mas onde era esse rincão do Paraíso?
Todos os índios o descreviam aos férreos homens de aventura e de cobiça de aqueles tempos de dantes, mas esses homens partiam sorrindo à sua conquista e se perdiam no sertão!
Guiavam-se pelas aves em revoada, pelo marulho das águas, pela limpidez translúcida do céu, pelo rugido da Puma e se tresmalhavam na floresta!
Caminhavam pisando urzes sem senti-las, dentro de um sonho, alimentados de desejo e de esperança, e aniquilados por fim estatelavam diante da realidade vencedora da selva e da Montanha!
Onde era, então, o Paiquerê?
***************
O Paiquerê era como a Felicidade: estava em toda parte e em parte alguma! Sem cobiça via-o o índio, estendido e luminoso, farto de frutos, nas terras altas, perto do céu, junto das águas mansas da terra antiga e acolhedora.
Não o via, porém, o egoísta, e entretanto ele ali estava, cobrindo das flores de ouro dos ipês as cabeças dos aventureiros, irradiando para todos os rumos da amplidão o canto das aves que passavam batendo as multicores asas sonorosas bem perto do ambicioso!
***************
Quantas vezes também nós andamos, na alucinação dos desejos, por toda parte procurando, sem nunca encontrar, uma visão sedutora como o Paiquerê!"...

MARTINS, Romario. Paiquerê – Mitos e Lendas, Visões e Aspéctos. Curitiba: 1940. (p. 9-10; ortografia atualizada)
___________________________________________________
Gostaram do texto? Romário Martins, escritor e historiador paranaense, representa, dentro dos temas indígenas para o Estado do Paraná, o mesmo que o General Couto de Magalhães representa nestes mesmos temas para o Brasil.
Hoje é o DIA DO ÍNDIO, uma data simbólica e extremamente modesta criada para homenagear os habitantes nativos do nosso continente, e suas culturas peculiares das quais resta um pouquinho, hoje, no dia-a-dia de todo o povo brasileiro. Infelizmente, a valorização e o respeito ao meio-ambiente natural com sua riquíssima biodiversidade e belíssimas paisagens não foi assimilada pelo colonizador europeu q determinou a maior parte de nossa cultura "civilizada"; mas ainda restam os recônditos entre as montanhas, como mostra o cartum acima.
Esse desenho, pintado com tinta acrílica, é de 1998, e tornou-se o adesivo mais vendido do curumim urbano na época. Também é uma das ilustrações presentes no meu livro de poesia Desenhos de linguagem. Durante o dia vou postar mais algumas homenagens e reflexões sobre a questão indígena. Acompanhe!
Erick Artmann

16.4.10

desenhistas!

Ontem, 15 de abril, foi o dia do desenhista! E estamos postando a HQ com um dia de atraso por culpa dele, claro: o meu desenhista.
http://3.bp.blogspot.com/_6EIQpWqivLU/S8iR8uGWnNI/AAAAAAAAANI/y1_Bfkf9uuo/s1600/desenhistaBLOG1.jpg
Estou postando a homenagem, eu, personagem de HQ, que não existiria sem o escritor e o desenhista, que no meu caso são a mesma pessoa; mas a história vem de longe: dos desenhos nas paredes das cavernas, passando pela história egípcia contada nas paredes das pirâmides e outros monumentos, pelos grandes pintores artísticos e também desenhistas técnicos, os projetistas, arquitetos, engenheiros que colocaram antes no papel muito do q hoje é a a cultura e tecnologia material da nossa civilização. Ei... será que Deus desenhou o universo antes de criá-lo?!
O século XX foi o século do desenho: animado, em quadrinhos e cartuns, na publicidade, nos video-games! Já no século XXI, com a realidade virtual da computação (na arte) gráfica, realidade e desenho começam a se misturar. Breve, personagens de ficção serão confundidos com personagens reais... mas o charme de um personagem e de qualquer objeto de arte, como arte, dependerá sempre... do artista! Então viva os desenhistas, todos os dias!
Em tempo: hoje é o dia da voz; e graças ao desenho, à linguagem escrita e a essa maravilha q é o computador e a internet, to eu aqui ganhando voz no planetinha azul! Ayumana!

Créditos finais da HQ: o Onça-lino é uma criação do Leon, o Carne Moída é do Mozart e o Super Lanterna é do Alexandre, os personagens reais em que se baseia essa turma.

11.4.10

os arroios urbanos

Bom, depois da brincadeira de primeiro de abril (que homenageou a velha editora Abril e todo aquele seu universo de quadrinhos infanto-juvenis de algumas décadas atrás), vamos falar um pouco sobre os gibis reais e já publicados do nosso curumim urbanóide. Decidi começar justamente pela última publicação impressa, "Os arroios urbanos de Ponta Grossa", por tratar-se de um gibi educativo, q fala sobre o meio-ambiente e a importância da preservação dos arroios e matas ciliares, e também de uma questão importante e atualíssima que é a urbanização dessas áreas.
Nesta aventura, publicada pela Secretaria Municipal de Turismo e Meio-ambiente da prefeitura de Ponta Grossa, Pr, em 2004, o Tupinanquim e seu pai, o Tipuxáua, visitam a cidade de Ponta Grossa para conhecer os arroios, com sua importância, e também os problemas acarretados pelo avanço da cidade sobre essas áreas de grande fragilidade aos impactos ambientais. Em Ponta Grossa eles são recebidos pela Princesinha dos Campos Gerais, apelidada pelo Tupi de "A menina dos olhos d’água do Paraná”, que é também o título da história, e por seu tio Fritz, uma espécie de cientista maluco (ou nem tanto...).
Há muito tempo eu queria fazer uma cartilha ou gibi falando sobre a importância da preservação das margens dos nossos córregos, pois sempre fui apaixonado pelas paisagens naturais da região e já trabalhava com causas ambientalistas numa ONG; também morei, quando criança, perto de um desses arroios que com o tempo foi engolido pela cidade, sepultado em manilhas, concretado. A oportunidade apareceu quando o então governo municipal desenvolvia um projeto interessante, que previa, entre outras coisas, a desocupação das margens desses arroios, relocando, ou seja, oferecendo às pessoas que moravam nas margens (principalmente quando áreas de risco) casas melhores em áreas próximas, porém seguras; e então replantando as matas ou criando áreas de “parques lineares” ao longo dessas margens.
Mas no gibi pudemos falar bem mais do que isso. Na HQ, enquanto os quatro personagens visitam alguns arroios com maiores e menores graus de interferência urbana, os adultos explicam e discutem as questões relacionadas, e nossos jovens heróis ficam fascinados com algumas belezas ainda encontradas e ao mesmo tempo tristes com a degradação do ambiente e os riscos a que as pessoas que vivem ali acabam se submetendo por causa disso.
Os problemas com nossos arroios e com as encostas dos morros, também ocupadas de forma irregular, não acabaram e alguns casos até se agravaram, especialmente nessas épocas de chuvas fortes, quando ocorreram enxurradas, pequenas enchentes, e recentemente alguns deslizamentos de encostas, não tão graves como as tragédias que acabamos de ver no Rio de janeiro, mas mesmo assim riscos às vidas de alguns cidadãos... riscos que poderiam ser evitados se os problemas sócio-ambientais fossem tratados com seriedade por todos os governos, e a educação ambiental fortalecida. E isso, claro, deve acontecer em todas as cidades do nosso país! A nossa grande esperança ao trabalhar temas educativos com os personagens de quadrinhos, destinados à infância e à juventude, é que um dia as mensagens que nossos pequenos heróis da ficção estão transmitindo sejam de fato praticadas pelos cidadãos e quiçá heróis da vida real.
(páginas 9 e 10. clique sobre elas para ampliá-las)