26.4.10

a hora do planeta

http://4.bp.blogspot.com/_f-BlujrKb_s/S9YP2qhJPKI/AAAAAAAAAOI/uh6YWgfbrjU/s1600/planetabolablog.gif

Quando eu era criança e até bem pouco tempo atrás, o dia 22 de abril era lembrado como o dia do "Descobrimento do Brasil", assim, com letras maiúsculas, cheio de orgulho cívico (que é uma coisa mais déspota e militar do que civil ou popular), e meio que confundia-se com o feriado de Tiradentes, do dia anterior. Aos poucos, as coisas estão mudando: hoje temos uma liberdade de expressão maior e com ela ganham força as comemorações, que acontecem mais em forma de questionamento do que de orgulho, do Dia do Índio (19 de abril) e do Dia Internacional da Terra, que começou em 22 de abril de 1970 nos Estados Unidos, como uma importante manifestação em favor da preservação do meio ambiente, e ganhou força internacional a partir da Conferência de Estocolmo em 1972. Não quero dizer que devamos esquecer a data histórica da chegada de Cabral; pelo contrário, tal evento foi importantíssimo para a construção do “gigante do continente sul-americano”; mas acredito que cada vez mais será o “aniversário” de um acontecimento a ser visto com espírito crítico, questionando e revisando sempre a história (o que é o papel da própria História, como ciência) e ainda assim celebrando o início de um novo país.

A coincidência do dia do Descobrimento com o dia da Terra pode se tornar bastante interessante, uma vez que a própria realidade da globalização cultural começou, de fato, nos grandes descobrimentos (lembrando que em 1500 apenas o continente da Oceania permanecia ainda desconhecido da grande e conquistadora civilização européia). Continentes e povos conquistados, novos países formados e supostamente emancipados, e o processo de destruição da natureza vem acelerando-se em progressão
insanométrica! A hora é de refletir sobre o que estamos fazendo com o nosso mundo. Começamos destruindo nossos pequenos mundos, jogando lixo no barranco do outro lado da rua, queimando o mato... e de repente todos nós estamos destruindo o único mundo que de fato temos, globalizado pela humanidade e maltratado por todos nós, humanos. A hora é de refletir e de tomar atitude. Respeitar o meio ambiente, a vida, o planeta... é coisa séria!

2 comentários:

  1. Sensacional!
    Viva a hora do planeta!
    Abs!

    ResponderExcluir
  2. Olá,Artmann!
    Obrigada por visitar o Poete.
    Li o seu outro blog que tb é super fantástico.
    Abs!

    ResponderExcluir